,

Variedades | Variedades

Sábado, 08 de Fevereiro de 2020

10 Curiosidades que as patinadoras artísticas não contam sobre o esporte

É lindo ver competições de patinação artística, que é um dos esportes mais encantadores e amados pelo público. Mas ser um atleta profissional não é nada fácil, e por trás de todas aquelas manobras, existem sacrifícios e coisas que nós nunca imaginaríamos. Conheça abaixo algumas curiosidades sobre o trabalho das patinadoras artísticas que elas não costumam comentar nas entrevistas.

1 – Patinadoras artísticas às vezes “compram” seus parceiros de patinação

Existem cerca de 100 patinadoras para um patinador. Portanto, a busca por formar um par às vezes é muito difícil. As patinadoras estão dispostas a fazer muitas coisas para conseguir um parceiro para o esporte. Algumas inclusive se oferecem para pagar os custos de treinamento e equipamento para eles, e esses custos podem atingir quantias muito altas.

2 – As luvas não servem só de enfeite

As luvas geralmente fazem parte do figurino e complementam o traje. Mas elas também têm a função de proteger as mãos das atletas de danos quando elas tocam o gelo e a borda do patins com as mãos.

3 – Elas perdem pontos por causa de roupas inadequadas

Durante competições importantes, não vemos um traje feminino separado, como blusas e shorts. Macacões e vestidos são permitidos, e barrigas de fora são totalmente proibidas. Devido ao não cumprimento das regras, a patinadora pode perder pontos.

4 – Uma peça que sai da roupa pode tirar muitos pontos

O traje deve ser bonito e colorido. Geralmente, as roupas femininas e masculinas são decoradas com miçangas, lantejoulas e brilhos. Mas mesmo esses detalhes são estritamente regulamentados pelas regras e todas as peças devem ser fixadas com segurança. Qualquer botão ou outra peça que se solte pode custar à patinadora ou ao patinador vários pontos, porque até mesmo esses detalhes no gelo podem complicar o desempenho dos competidores.

5 – Aulas de balé e ginástica são obrigatórias

Além de todo aquele desempenho no gelo, as patinadoras também treinam fora das pistas. Elas se dedicam muito ao balé e à ginástica, pois a patinação artística está totalmente ligada a essas disciplinas. Algumas também praticam ioga e pilates.

 

6 – O número de saltos nas competições é limitado

As regras permitem apenas 7 saltos durante as competições. Também existem saltos permitidos e proibidos, portanto elas são muito mais limitadas do que nós pensamos.

7 – É proibido deitar no gelo

As patinadoras não podem se apoiar sobre as mãos após o salto. Além disso, em competições oficiais é proibido rastejar no gelo e deitar-se nele.

8 – Ursos de pelúcia não são a única coisa que os fãs jogam na pista

Antes os fãs costumavam jogar flores para suas patinadoras prediletas. No entanto, as pétalas desintegradas cobriam a maior parte da pista e perdia-se muito tempo para limpá-la. Então, os fãs mudaram para bichos de pelúcia. Mas ainda é possível ver buquês de flores embrulhados em plásticos e outros presentes.

9 – As patinadoras escolhem suas roupas íntimas com muito cuidado

As patinadoras deve garantir que seu traje não se mova para lugar algum. A escolha das roupas íntimas é uma questão muito importante a qual elas costumam prestar muita atenção. As patinadoras selecionam cuidadosamente as roupas íntimas, cuja presença ou ausência não deve ser revelada de forma alguma. O body, como regra geral, é costurado nas meias. Para uma fixação mais confiável das meias, algumas atletas usam spray de cabelo.

10 – Patinadoras sabem como suprimir tonturas

Os atletas realizam elementos complexos inclinando e jogando a cabeça para trás. Em uma pessoa comum que assuma essa posição, os reflexos funcionarão e o corpo começará a avançar. Segundo os pesquisadores, as patinadoras desenvolvem novos neurônios no cerebelo que impedem que o corpo reaja dessa maneira.

Tudo Interessante

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário