,

Notícias da Região | Oeste do Paraná

Domingo, 14 de Abril de 2019

Balsas de CARGA e PASSAGEIRO que estavam interditadas voltam a operar normalmente

Desde o dia 11, as balsas “Mayara”, “Cata Vento” e o rebocador “São Francisco”, retornaram às suas atividades normalmente.

O Comando do 8º Distrito Naval, por meio da Delegacia Fluvial de Guaíra (DelGuaira), no cumprimento de ações de fiscalização do tráfego aquaviário na região oeste do estado do Paraná, lacrou, no dia 24 de novembro de 2017, duas balsas de travessia, que ligam os municípios de Palotina-Iporã e Formosa do Oeste -Alto Piquiri, ambas no Rio Piquiri.

As embarcações (balsas “Mayara”, “Cata Vento” e o rebocador “São Francisco”) foram impedidas de operar por questões de segurança da navegação.
Nas travessias, a equipe de inspeção naval constatou que as embarcações não possuíam os documentos de uso obrigatório e os certificados estatutários estavam vencidos.

 As embarcações também estavam em mau estado de conservação e deficiências de materiais de salvatagem, ocasionando o descumprimento das Normas da Autoridade Marítima e consequentemente trazendo riscos à Segurança da Navegação e aos usuários deste transporte fluvial.

As Ações de Fiscalização do Tráfego Aquaviário (AFTA) são realizadas, periodicamente, pela Delegacia Fluvial de Guaíra com foco na segurança da navegação, na salvaguarda da vida humana e na prevenção da poluição hídrica dos rios navegáveis da DelGuaira.

Desde o dia 11, as balsas  “Mayara”, “Cata Vento” e o rebocador “São Francisco”, retornaram às suas atividades normalmente.

Correio do Ar – A notícia que voa...

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário