,

Notícias da Região | Pinheiros

Quarta-feira, 15 de Maio de 2019

Clientes denunciam casos de toxoplasmose após comer em bar

A primeira denúncia data de 3 de abril, quando um usuário anônimo de São Bernardo do Campo, no ABC, relatou ter sido contaminado após almoçar no local

Reclamações feitas por clientes no site Reclame Aqui viralizaram na última segunda-feira, 13. Clientes que fizeram refeições no bar Pitico, em Pinheiros, na zona oeste, denunciam casos de toxoplasmose.

A primeira denúncia data de 3 de abril, quando um usuário anônimo de São Bernardo do Campo, no ABC, relatou ter sido contaminado após almoçar no local. Outros três colegas de trabalho dele teriam sido infectados também. “Quatro pessoas que comeram o mesmo prato ficaram com febre, dores no corpo, tosse, entre outros sintomas”, diz o relato.

Entre os 18 comentários contabilizados no site até a publicação desta reportagem, 17 denunciaram casos de toxoplasmose após visita ao bar.

Em nota, o Pitico diz que mantém rígido controle de higiene em suas instalações e que a própria Vigilância Sanitária não constatou risco de transmissão após inspeção. Leia o comunicado na íntegra:

“O Pitico tomou conhecimento do aumento de casos de toxoplasmose em toda região metropolitana de São Paulo, fato este confirmado pelo Hospital Emílio Ribas. Vários boatos circularam em redes sociais afirmando que tal doença teria sido causada por contaminação da água do bairro de Pinheiros (informação negada oficialmente pela Sabesp por meio de sua assessoria de imprensa) e, mais recentemente, sobre alguns casos relacionando a ocorrência da doença ao consumo de alimentos em restaurantes, inclusive no Pitico.

Diante disso, o Pitico esclarece que mantém rígido controle dos processos e procedimentos envolvendo a manipulação e a elaboração de alimentos e bebidas servidos aos seus clientes, controle este realizado constantemente por empresa especializada em assessoria em segurança alimentar, a Controlare, desde o início de suas atividades.

Recebemos recentemente a fiscalização da Vigilância Sanitária, na qual foi constatado e concluído o seguinte:

Quanto ao teor da denúncia, no momento da inspeção, foi verificado que o estabelecimento apresentava condições satisfatórias de higiene e conservação de suas instalações, e cumpria as boas práticas na manipulação de alimentos.

Considerando as condições sanitárias do local, e as práticas de manipulação de alimentos relatadas pelos manipuladores de alimentos e pelo responsável legal, não foi constatada no local prática de risco para a transmissão de Toxoplasma através de alimentos.

Ainda assim, no intuito de reforçar suas boas práticas e colaborar com a contenção deste surto na cidade, o Pitico redobrou os cuidados para que todos os processos continuem sendo cumpridos dentro das normas legais aplicáveis e continua mantendo contato constante com a Vigilância Sanitária.

Estadão Conteúdo

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário