,

Notícias da Região | Toledo

Terça-feira, 13 de Março de 2018

Escolas da rede municipal de Toledo sofrem com a falta de professores

200 de 1.700 professores estão afastados; necessidade imediata é de pelo menos 50 professores


O ano letivo da rede municipal de ensino de Toledo começou há um mês, mas enquanto os 11.200 alunos retornaram para as salas de aula, cerca de 200 do total de 1700 professores permanecem afastados. Esta é uma das escolas com falta de profissionais, o que tem preocupado pais e responsáveis. 

Os motivos dos afastamentos são variados, licença maternidade, benefício pré-aposentadoria e atestados médicos.

Para amenizar o problema, a Prefeitura de Toledo realizou um processo seletivo simplificado para a contratação de professores temporários. Os 15 profissionais convocados, que representam 30 cargos, devem iniciar os trabalhos esta semana. No entanto, esse número ainda não é suficiente para atender a demanda, afinal, hoje são necessários pelo menos 50 professores para garantir a 7º hora atividade dos profissionais.

Enquanto isso a prefeitura estuda junto com o ministério público uma solução por meio de assistentes de desenvolvimento social em salas de aula e a viabilidade de novas contratações. Preocupados, até os pais tem sugestões.

EPC

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário