,

Notícias da Região | Região

Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019

Falta de chuva deixa Oeste do PR com risco de desabastecimento

Uso da água deve ser priorizado para as necessidades essenciais como banho, por exemplo

A longa estiagem que assola a região Oeste do Estado é motivo de preocupação para o abastecimento público.

Além de Cascavel, onde já foi implantado o rodízio no fornecimento de água, as cidades de Campo Bonito e de Santa Lúcia têm sido abastecidas com o auxílio de caminhões-pipa. As altas temperaturas, que provocam o aumento no consumo, e a redução das vazões nos mananciais superficiais e subterrâneos colocaram em risco também as cidades de Santa Tereza do Oeste, Matelândia, Medianeira, Três Barras do Paraná e Lindoeste, e o distrito de IBIracema do Oeste, no município de Catanduvas.

De acordo com a gerente regional da Sanepar, Rita Ivone Camana, a situação está bem crítica e requer empenho e colaboração de todos. "As vazões reduzidas comprometem o fornecimento de água para a população de forma regular e não existe alternativas para se ter mais água neste momento. Por isso, precisamos que a água seja utilizada prioritariamente na alimentação e higiene pessoal", alerta a gerente. Se a situação persistir é possível que sejam adotadas medidas alternativas para o abastecimento como rodízio ou racionamento de água.

Lavar carros, calçadas e fachadas devem ser postergados. A limpeza dos imóveis deve ser feita com baldes e panos e com o reaproveitamento da água da lavagem e enxague de roupas. O tempo do banho deve ser reduzido. A escovação dental, a barba, a lavagem das mãos e da louça devem ser feitas com as torneiras fechadas a maior parte do tempo.

Ao encontrar qualquer tipo de vazamento de água na rua, a população deve avisar imediatamente a Sanepar pelo telefone 0800 200 0115, que funciona 24h.

A Sanepar conta com a participação de todos.

Assessoria

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário