,

Nacional | Omissão e oposição a vacinação

Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019

Pais que não vacinam filhos podem ser presos se projeto foi aprovado na Câmara

O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados

A proposta inclui no Código Penal o crime de "omissão e oposição a vacinação" e pode render detenção de 1 mês a um ano para quem não vacinar crianças ou adolescentes sob sua responsabilidade.

Além da detenção quem descumprir a norma também vai pagar multa. A pena se aplica também aquelas pessoas que divulgaram por qualquer meio notícias falsas sobre vacinas que fazem parte de algum programa público de imunização.

O projeto de lei vai de encontro a notícias falsas disseminadas na internet sobre a composição de vacinas, que orientam país a deixarem de vacinar seus filhos. Se aprovada em plenário vai garantir por lei o acesso a imunização de crianças e adolescentes.

Em Cascavel, segundo o programa de imunização apesar da dificuldade, as metas tem sido alcançadas. Nossa equipe conversou com alguns usuários da UBS do Canceli que disseram não acreditar nas notícias e garantiram que mantém a vacinação em dia.

A coordenadora do PMI diz que até ficar adulta uma pessoa toma vacina em média 35 vezes, o número é alto, mas a imunização é importante para as pessoas e para o sistema de saúde.

O projeto de lei 3842/2019 ainda será analisado pela comissão de constituição, justiça e cidadania da câmara dos deputados e depois segue para votação em plenário.

EPC

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário