,

Notícias da Região | Palotina

Sexta-feira, 16 de Junho de 2017

Palotina: Cohapar e Prefeitura vistoriam obras das 236 casas em Palotina

​O Parque das Glicíneas II está com mais de 97% do cronograma de obras concluído...

Representantes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e da Prefeitura de Palotina realizaram na terça-feira (13), uma vistoria técnica às obras de construção de 236 casas populares na cidade. O empreendimento recebeu investimentos de R$ 9,6 milhões do Governo Federal, Governo do Estado e prefeitura dentro do programa Minha Casa Minha Vida. 

O Parque das Glicíneas II está com mais de 97% do cronograma de obras concluído. As moradias são financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), por meio da Caixa Econômica Federal.

De acordo com o coordenador regional da Cohapar em Cascavel, Severino Folador, a entrega das casas as famílias beneficiadas é uma prioridade da gestão estadual. “O governador Beto Richa e o presidente da companhia, Abelardo Lupion, estão comprometidos com a melhoria da qualidade de vida da população paranaense através da oferta de condições dignas de moradia”, defende.

O vice-prefeito Chico Brum e os secretários municipais Darcy Gris (Assistência Social) e Gelson Barazetti (Obras e Viação) acompanharam a vistoria. Segundo o vice-prefeito o maior empecilho tem sido o tempo chuvoso. Ele salienta que a obra deverá ser entregue aos mutuários no próximo mês. “Acredito que em condições favoráveis, as obras das 236 casas sejam finalizadas e entregues a população no fim do mês de julho”, disse Brum.

Projeto para trabalhadores de cooperativas – Palotina também é uma das primeiras localidades a receber um projeto da Cohapar desenvolvido em parceira com cooperativas paranaenses. A intenção é construir 192 casas com recursos do FGTS para o atendimento preferencial dos trabalhadores da C.Vale Cooperativa Agroindustrial, orçadas em R$ 16,3 milhões. 

Segundo Folador, o objetivo da iniciativa do governo estadual é estimular a economia dos municípios. “Este projeto beneficia os trabalhadores, que vão morar em uma casa própria próxima ao trabalho, o que também resulta na redução de custos de transporte e no estímulo a permanência dos funcionários na cidade”, argumenta o coordenador.

Fonte: COHAPAR COM Assessoria de Comunicação de Palotina

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário