,

Notícias da Região | Agradecimento

Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2018

Santa Helena: 6 meses após passar por grande cirurgia, jovem agradece apoio e comemora sucesso do procedimento

Com o passar do tempo a coluna foi ficando muito curva, apertando órgãos como coração e pulmões, deixando o rapaz em risco de morte, sendo necessário uma grande cirurgia de correção.

O jovem santa-helenense Maroan Fernando Weinzenmann procurou a redação do CL, para tornar pública a gratidão que sente por todas as pessoas que de uma forma ou outra, torceram e/ou oraram para que sua cirurgia ocorresse da melhor maneira possível, como de fato ocorreu.

Maroan nasceu em 21/09/1997, portador de atrofia muscular espinhal tipo 2. Essa condição faz com que falte líquido na medula óssea, o que impede que o corpo tenha força para se levantar. Os nervos atrofiaram e o jovem não pode andar, porém tem todos os sentidos e sanidade mental perfeita.

Com o passar do tempo a coluna foi ficando muito curva, apertando órgãos como coração e pulmões, deixando o rapaz em risco de morte, sendo necessário uma grande cirurgia de correção.

Maroan contou como foi o procedimento, realizado na capital do estado: "Graças a todas as orações e palavras de carinho que recebi, minha cirurgia ocorreu com grande êxito, superando a expectativa da equipe médica de forma surpreendente. Foram necessárias três cirurgias, a primeira durou 10 horas, para corrigir a espinha dorsal e implantar duas hastes de titânio para sustentação física. Após 7 dias ganhei alta e 3 dias depois retornei ao hospital com uma forte infecção, que necrosou toda massa muscular, sendo necessário abrir todo corte novamente para fazer uma limpeza interna, que durou 6 horas” contou.

O garoto se emocionou enquanto contava a história de superação: “Uma semana depois, mais uma vez minha coluna precisou ser aberta, para nova limpeza, desta vez com o procedimento levando mais de 5 horas. Após isso comecei a melhorar e logo ganhei alta. Levei dois meses para conseguir ficar sentado em minha cadeira novamente, mas valeu a pena” relatou Maroan.

Os três procedimentos pelos quais Maroan passou duraram juntos mais de 21 horas, foram 25 dias no hospital, dos quais 5 dias foram na UTI, 29 RaioX, 6 bolsas de sangue, 51 pontos nas costas e 3 meses tomando antibióticos.

Maro, como é carinhosamente chamado disse que durante o mês que ficou no hospital, não sentiu nenhuma dor e isso impressionou os médicos, pois nos 5 dias que permaneceu na UTI, não precisou usar morfina e no quarto também não precisou de medicação para dor, o que é bastante incomum. “Tenho certeza que isso se deve as orações feitas pra mim, só tenho a agradecer de coração a todos, que deram força para esta importante etapa da minha vida” finalizou Maroan, agradecendo a todos que torceram e o ajudaram.

Correio do Lago

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário