,

Variedades | Brasil

Sábado, 13 de Abril de 2019

Uso excessivo do fone de ouvido pode acarretar sérios problemas de saúde

Outra preocupação é a distração no trânsito por conta do equipamento

Seja para para fugir dos barulhos da cidade, pra fazer companhia no caminho para o trabalho, para falar ao telefone sem precisar segurar o aparelho ao lado da orelha, para o tempo passar mais rápido ou só para curtir uma boa música enquanto caminha. O fone de ouvido faz parte da rotina de muitos brasileiros. Nas ruas a cena é cada vez mais comum. 

Mas, como tudo o que é demais sobra, essa fiel companhia pode trazer sérios problemas de audição se for usado em excesso. Tem aqueles que mesmo sabendo dos riscos não abre mão do costume. Mas também têm aqueles que mesmo gostando usam a tecnologia com moderação. 

Quando se fala em saúde auditiva a exposição ao som alto por meio de fones de ouvidos é uma das principais preocupações das autoridades e profissionais. De acordo com uma pesquisa da OMG (Organização Mundial de Saúde) até 2050 uma a cada dez pessoas no mundo serão surdas. Esse vai ser um problema enfrentado pela geração que mais usa fones de ouvido nos dias de hoje: os jovens. Só que essas consequências podem não ser uma realidade tão distante assim.

De acordo com a ONU hoje em dia 50% das pessoas que tem entre 12 e 35 anos tem sérios problemas de audição por se expor a sons altos. Só que esse costume não faz mal só para a saúde. O uso do fone de ouvido representa também uma distração perigosíssima no trânsito. O pedestre que não ouve os sinais coloca a si e aos outros em risco o tempo todo. 

Jornal da CATVE 2ª Edição

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário